2011-02-10


médicos



nem todos os que curam juraram hipócrates
razões obscuras se elevaram
nas asas da vã cobiça
da vil ganância
ou do perigoso desleixo

deponho em ti a minha esperança de vida
ou de morte

serás meu amigo
prestando atenção às minhas palavras
e aos sinais do meu corpo
lerás em mim hipóteses de cura
pensarás mais
amarás mais
sentindo-te então grandioso
lembrando aos teus amigos o imperioso que é
jurar hipócrates







heath

12 comentários:

  1. Boa noite amigo Jose Marinho,

    Um poema lindo . Um manifesto de afeto e também de humanização. Há muitos que juram Hipócrates e comungam da hipócrita cobiça.


    Carinhoso beijo.

    ResponderEliminar
  2. Pessoalmente considero este poema muito superior à média dos aqui publicados, porque simples, sem "floreados" e ligado a uma realidade palpável, premente e comum a todos os seres humanos.
    Não que negue aquilo que acima critiquei, mas por uma questão de prioridades essenciais nos tempos que correm.
    Já agora: o princípio de pagar por Saúde existia no tempo de Hipócrates (não sei se para toda a sociedade -o que duvido- dadas as especificidades da mesma e daquilo que a História "esconde": que a história da Grécia antiga é a das elites e não a da Grécia... como faz em na quase totalidade dos casos). Agora paga-se por Doença.
    Nessa terra mediterrânica as pessoas pagavam quando estavam boas e não pagavam quando doentes. Nós fazemos o oposto (na realidade até pagámos duplamente...). E estes princípios fazem toda a diferença.

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Olá, Jota :)

    Como sempre, um excelente poema. Desta vez, a tocar aspectos ligados ao comércio da saúde. Na verdade, há valores mais altos, e nem tudo pode ficar submetido à mais fria comercialização.

    Gostei muito, e as fotos são magníficas!

    Um abraço, bom domingo...

    ResponderEliminar
  4. "Sorria para a vida,encante-se com ela,trate-a com respeito
    E com carinho.Conquiste-a com teu sorriso.Ela também
    Sorrirá para você.O sorriso alegra,liberta,aproxima,contagia,
    Provocando um mundo de alegria".(Mari Amorim)
    Essa é minha mensagem para que você tenha uma nova semana cheia de boas energias e luz!
    um abraço

    ResponderEliminar
  5. Infelizmente a ganancia tem feito com que se esqueçam de seu juramento. E quem perde é a vida humana.
    Bjos achocolatados

    ResponderEliminar
  6. Passando pra desejar-te dias de luz!
    Bjos achocolatados

    ResponderEliminar
  7. Oi , José !


    Muito bom seu blog,
    adorei suas poesias ... :)

    Te Sigo com Alegria.
    Obrigada pela visita.


    Bjo.

    ResponderEliminar
  8. Olá José, fico feliz pela sua visita ao meu blog e por ter deixado seu comentário. Estou passando pelo seu e acheio-o bastante interessante. Vou agora ler mais devagar seus poemas e por este aqui já gostei muito . Volte sempre ao giro de ideias e faça parte dos convidados permanentes. um abraço

    ResponderEliminar
  9. Uma poesia ...
    Um grito belo e contundente ...


    Bjo.

    ResponderEliminar
  10. José ,
    belo poema , cheio de verdade .
    De facto , vai cada vez mais confusão entre Hipócrates e hipócrita .
    Sendo confusão termo muito brando .

    Um beijo ,
    Maria

    ResponderEliminar
  11. .

    . exercer medicina sem jurar o pai a cada momento . é contra.vocação . e crime contra a humanidade .

    .

    . important.íssimo este momento .

    .

    . re.abraço.O .

    .

    .

    ResponderEliminar