2010-10-15

ténue



um beijo atiça os teus lábios
e tu
ávida mas sem surpresa
suspendes o gesto
assim o tempo é mais teu
e segundo a segundo
gozas o aroma desse
sopro vital






imagem Rodin

9 comentários:

  1. Bella poesia come anche la statua di Rodin. Si sente il sapore del bacio.
    Un grande abbraccio

    ResponderEliminar
  2. perpetuado aqui o elo de todos os gestos ternos….
    mto maior que a luz é o beijo essa escultura de sentir…

    ResponderEliminar
  3. Delicada surpresa essa da “pedra esculpida“ a perpetuar o B E L O
    a p e n a s
    o tempo l e n t a m e n e sabe o sabor dos ®elógios e o aroma doce dos segundos
    que os ponteiros em sonho tem a magia de “nos fazer caminhar” …
    tanto
    e tantas são as voltas que “ficamos tontos” se o mostra d o r fôr redondo…

    acho que deixei de usar relógio por motivos diferentes… (embora adore relógios)
    sei ver as horas no meu pulso vazio…

    acho que já divaguei..
    O sopro pode chegar aos ponteiros mas o murmúrio da escultura tem o brilho de pedras soltas na chama que fazem as pedras em si mesmas…
    Mto Obrigada pelo comentário
    Beijinhos
    Fa

    ResponderEliminar
  4. Olá, Jota!

    Gosto muito também deste teu estilo mais minimalista.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  5. .

    . bel.issima.mente contínuo . como num sopro onde me invado .

    .

    . abraço .

    .

    ResponderEliminar
  6. Bem, que dizer hoje deste beijo que a mulher suspende para gozar dele o tempo que quiser? De facto é fantástica esta abordagem que descortinei (bem ou mal)neste beijo do teu poema. Depois enquadraste-o lindamente com a escultura postada. Finalmente, parabéns pela imagem escolhida para o cabeçalho, que não me surpreende, pois a tua escolha é sempre muito cuidadosa.
    Por último permite-me enviar-te um beijo

    ResponderEliminar
  7. Querido amigo,

    quanta beleza neste poema! A imagem é perfeita. Obrigada por este sopro de arte e sensibilidade . Um gozo para os meus sentidos.


    Beijos com carinho.

    ResponderEliminar
  8. O encantamento de Rodin e o beijo que se pressente e deseja...

    Bj.

    ResponderEliminar