2009-12-22

A propósito de Natal




tear



sobre a minha cabeça
só a luz ténue
de um sol ameno
nunca estas lâmpadas
espalhando histerias controladas
para que a vista
melhor se entranhe
de hugo boss
ou gant
e o coração finja
alegria
sob o brilho
tecido por um luxo
sem luxo
porque sem a
luz
das mãos que
tecem
nenhum brilho
existe





imagem, Sebastião Salgado





Renovação, renovação é o que desejo. Saudáveis renovações.

11 comentários:

  1. Meu querido amigo,

    "...porque sem a
    luz
    das mãos que
    tecem
    nenhum brilho
    existe"

    Exatamente! E sim, Ação! RENOVAÇÂO! E as saudáveis. Esperamos, amigo! Porque é justamente quando pipocam estas” luzes de histerias" é que vemos ainda mais intensamente a extensão da vitrine triste e escura do mundo.


    Um abraço carinhoso, um beijo e tudo de bom e do melhor para você e família.

    ResponderEliminar
  2. Que o Natal seja Luz de Verdade, mãos que estendam Afecto, caminhada em Tempo de Paz...

    Os meus desejos de um Natal Feliz.
    Fraterno abraço


    (Vou deixar convite para o meu blog, por email.)

    ResponderEliminar
  3. Obrigada Jota.
    Neste Natal, desejo-te a ti e aos teus, o que desejo para todos os dias: SAÚDE. PAZ. ALEGRIA.

    Abraço.
    Fátima.

    ResponderEliminar
  4. *
    nas asas do vento
    em desejos renovados
    deixo,
    vendavais de saúde
    tempestades de amizade
    marés de sereno carinho
    e vagas de benquerenças
    transportadas
    no bico de uma gaivota .
    ,
    maresias Natalícias,
    ficam,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  5. Saudáveis renovações também para ti, Jota, neste 2010 que se avizinha...

    ...e sempre, espero, com a companhia da tua deveras interessante poesia :)

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  6. *
    esvoaça o Natal,
    o 2010, está a chegar,
    ,
    se eu fosse o futuro
    pincelava o 2010
    de um modo desigual,
    invertia os grandes mestres
    estimulava os absurdos
    convertendo o obscuro,
    o branco seria carinho
    a tolerância o preto
    no rosado da saúde,
    e o azul da amizade
    feita ternura esmeraldina
    na meiguice amarelada,
    eu quero a Paz anilada
    no lilás da paixão
    em violeta de amor,
    e de forma desejada
    ofereço, como gratidão,
    o perfume de uma flor.
    ,
    que venha o 2010 !!!
    ,
    conchinhas
    ,
    *

    ResponderEliminar
  7. Tens um desafiozinho lá no meu espaço, caso desejes "agarrá-lo". Sem pressas nem compromissos :))

    ResponderEliminar
  8. Olá, Poeta*
    Passo para agradecer a presença e apreciação neste ano, deixo os meus votos de Bom 2010, com amor, e este meu soneto. O seu Bom Gosto me encanta*

    SONETO

    Attendre Sans Espérer

    Paul Verlaine


    Os meus olhos teimavam em te ver:
    Pois neles se gravara a tua imagem,
    Para que não pudesse eu a esquecer,
    E fui à tua espera ali na margem...


    No coração pulsava este dever:
    Esperar-te sozinha na passagem,
    Mas se desesperava o meu querer,
    Pois os meus olhos viam só miragens...


    Então, a alma iludida o cultivou
    Num jardim que do tempo o protegeu,
    E a flor do sonho ao sol desabrochou...


    Aquele amor-perfeito não morreu,
    Porém, a alma, que só em ti pensou,
    Das esperanças vãs, adoeceu...

    Beijos,
    Renata

    ResponderEliminar
  9. Jota, para 2010 desejo-te assim como aos teus tudo de bom! Saúde! Realizações profissionais! Paz! Sorrisos, muitos sorrisos!

    Um abraço.
    Fátima

    ResponderEliminar
  10. Jota
    E passagem apenas para te desejar que o novo ano seja para ti uma porta aberta à concretização de sonhos e desejos.

    (martavasil@gmail.com)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  11. Oi, querido*
    Correndo, o soneto é da Renata, só peguei um verso de Verlaine. Não costumo assinar.
    Feliz 2010, com Paz para Todos*
    Beijos

    Brilhe como o Sol*

    ResponderEliminar