2009-11-22

sem título + Van der Graaf Generator

Ao ler o poema, sugiro que que desligue o leitor ao lado.
Mas ouça!... Depois ou antes.




ando à volta
de mim próprio
como a mosca inquieta
que todos temem
cair na sopa
vem dali sap
safa-se
vai daqui sap
safa-se
vai dacolá sap
safa-se
vai dacoli sap
safa-se
até que surge
o silêncio
das ruas
desertas
e só a mosca se ouve
só a mosca se move
nem o sap
nem o tap
nada
ninguém
só o miserável
silêncio
das ruas desertas
e eu durmo
num desassossego
de incertezas

que diabo
como saiu uma treta destas
armada em absurdo existencial

segredos que a alma tece
e o corpo
ignora

---

Conheceis?... Boa música...


13 comentários:

  1. Mi sembra arte postmoderna un po' surrealistica.É il sogno di un'anima irrequieta. É interessante la musica ma é difficile ascoltarla fino alla fine.
    Tanti bacini e buona nuova settimana

    ResponderEliminar
  2. .________querido Jota


    .o poema____________é belo

    ...

    ._____o desassossego das incertezas


    (.)


    a música_______"corpo" perfeito do poema


    " ah! mas eu fugir dela...
    eu tenho metade de uma mente
    (not to work it all out)para não trabalhar tudo isso para fora

    (is this madness just the recurring wave)
    .é essa loucura apenas a onda de retorno

    (of total emotion)______de emoção total______...


    ///


    sim! excelente música.






    _______________///



    (enviei um mail para si)






    .




    beijO______ternO
    b.semana

    ResponderEliminar
  3. Aparentemente simples, este teu poema é o espelho de imensa complexidade de inquietude. É o rumor da voz em encontros com simultâneos desencontros. Gostei muito de o ler e tantas vezes que me revejo nele.

    Ao som desta bela música, um beijo para ti.

    ResponderEliminar
  4. Jota, hoje só passo para te desejar uma boa semana. Outro dia volto. Preciso dormir mais.

    O cabeçalho está o máximo!!!

    Abraço.
    Fátima

    ResponderEliminar
  5. Olá, Jota!
    Muito boa a poesia! As dúvidas (sem dúvida) faz parte do ser humano... "não somos unânimes nem quando estamos sozinhos", como dizia alguém que eu me esqueci agora quem foi! rs
    Sobre a música, não conhecia, mas achei o máximo... bem psicodélico!
    Até!!!

    ResponderEliminar
  6. Como as nossas vidas passam por fases de interrogações tão grandes que nós próprios não sabemos bem por onde seguir.
    Mas sempre uma forma engraçada de expôr os poemas.
    Abraço

    Isabel

    ResponderEliminar
  7. Amigo,

    "O desassossego das incertezas"... Estas moscas nos hipnotizam. " o coração, se pudesse pensar, pararia". ( Bernardo Soares/Pessoa). E muitos são os zumbidos que o param. Excelente, sempre! E adorei a música. Aqui há sempre qualidade. Sem dúvida, saio feliz.


    Carinhoso abraço.

    ResponderEliminar
  8. Venho agradecer e retribuir a visita.

    Fantástico, o poema!
    E também gosto muito de Lou Reed. Não há voz igual...

    Gostei deste espaço, voltarei mais vezes!

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  9. Boa música, e ainda melhor poesia!
    Gostei muitíssimo, Jota. Apesar do desgaste que provoca, faz sempre falta algum desassossego. Para agitar as águas demasiado paradas :)

    É bem verdade, tal como já foi dito aqui antes, o cabeçalho está magnífico!

    Deixo-te um abraço.

    ResponderEliminar
  10. Pra eu que curto o rock progressivo desde criancinha, isso cai como uma luva.

    beleza.

    p.s. acho que ficará legal uma pintura valeana aqui.

    abraços.

    ResponderEliminar
  11. Meu amigo, obrigada pela força e ânimo. Também pela consideração que me deixou imensamente feliz com suas palavras balsâmicas. Senti a energia forte que antecedeu ou concomitante a escrita. Obrigada


    Carinhoso beijo.

    ResponderEliminar
  12. Questões. Inquietações.
    Pois é Jota, cada um com a sua vivência.
    Praticamente já não questiono, porque não quero inquietar-me.

    Quanto à música, não conhecia, mas concordo contigo: "... Boa música...".
    Ao lado, ouvi Lou Reed. Bom.

    "Vemo-nos" por aí...
    Um abraço.
    Fátima.

    ResponderEliminar
  13. ... mais um fim-de-semana. Que seja bom.
    Abraço Jota.
    Fátima

    ResponderEliminar