2009-06-14

Erotices e Decameron de Pier Paolo Pasolini

erotices




directa ao lugar
tu foste
destacaste do mato
o falo
e ficámos os dois
a ver
não o olhar
mas o membro
penetrando
na selva húmida da púbis

deixámos de olhar
fomos apenas movimento
e assim ficámos noite fora
até a aurora nos
desassossegar
e
hoje
castigadora e materna
dizer

agora descansai
tereis então
tempo
para o dia


11 comentários:

  1. Um certo descanso do guerreiro muito bem ilustrado por esse excerto de Pasolini. A propósito de Pasolini, sempre houve um detalhe, possivelmente sem importância, que me fascinou: os actores/figurantes eram sempre como deveriam ter sido as personagens: realisticamente desdentadas, desgrenhadas, feias, bonitas, penteadas, asseadas. Como deve de ser e não como na escolha asséptica hollywoodesca. Boa semana!

    ResponderEliminar
  2. Já me fartei de rir com o "trailer" do "Decameron Pie".
    Claro que também vi o vídeo publicado, mas não me lembro de ter visto o filme.
    "erotices"? Acho que escreveste um "poema erótico" e saíste-te muito bem, como sempre.

    Abraço Jota!

    (recta final do ano lectivo(:)

    ResponderEliminar
  3. Jota

    Eu a pensar que andavas sem forças nenhumas de tanto trabalhar e de repente, sais-te com esta "bomba erótica". Mais um aspecto da tua versatibilidade, este deambular pela poesia mais erótica, uma poesia onde o sexo aparece sem "floreados". Directa e objectiva. Assim me pareceu.


    Beijinho e boa semana. Está quase a acabar o suplício...

    ResponderEliminar
  4. .__________querido Jota


    o poema

    .libidinoso

    fas.cina.ntE!!!


    ...

    escolheste (e muito bem) as imagens certas

    tenho este filme ou melhor - a trilogia ______uma obra de arte




    _________________///








    beijO_______ternO

    ResponderEliminar
  5. Olá Jota

    O poema Erodices e Pasolini "casam" bem, escusado será dizer que o cinema italiano é o meu favorito. Claro, o lado pictórico das cenas no caso de Pasolini fazem com que ele seja o realizador com o qual me identifico.

    Danado, andas tão cansado e zás-catrapás! Sai um poema erótico!

    Gostei muito.

    Beijinho
    Isabel

    ResponderEliminar
  6. Il decamerone era uno dei primi romanzi italiani che ho letto :))Quel film di Pasolini non l'ho vista purtroppo ma di quello che fai vedere penso che dovrei vederlo.
    La poesia é degna espressione del tema:)).
    Bacini.
    Kati

    ResponderEliminar
  7. Gostei do teu poema, Jota :) Não sei porquê, lembrei-me do episódio da Ilha dos Amores... Talvez pela sensualidade que o perpassa.

    Quanto ao Pasolini, tenho que rever alguns filmes dele. Vi muitos, mas, na altura, era demasiado nova para os apreciar devidamente. Mais recentemente, tenho lido várias coisas sobre ele. Bem merecia ser mais lembrado, assim como renová-lo enquanto objecto de reflexão. Incluindo ciclos de cinema a ele dedicados.

    E o trabalho, nesta recta finalíssima? Espero que suportável. Eu terei aulas até 1 de Julho. É uma fase extremamente cansativa.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  8. tens um 'desafio' de fantasia lá no Nosso cAstelo, caso te sintas inspirado a aceitar...bj

    http://princesadragao.blogspot.com/2009/06/fantasia.html

    ResponderEliminar
  9. Que poema saboroso! Com certeza um dos mais belos que li...O vídeo, ótimo! Enfim, um post perfeito.


    Beijos e...Canse e descanse!!!

    ResponderEliminar
  10. Que post!! E ainda diz que estavas cansado ao fazer tal obra de arte? Imagina quando estiver descansado...
    Erótico e sutil..fantasias voam!!!rsrsrs
    Beijossssssssss
    Obrigada pela visita..volte sempre.
    Rê.

    ResponderEliminar